sexta-feira, 22 de abril de 2016

°Transformando JOINVILLE...

Transformando JOINVILLE...
Aproveitando para testar a percepção de meus alunos, fiz uma atividade de transformação do nome da nossa querida cidade de Joinville em algumas marcas. Saiba algo mais sobre o desenho!
 
O (falso) talento de desenhar

Antes de qualquer coisa, vamos desmentir essa história de que desenhar é um dom. Desenhar é prática e treinamento, não um dom especial. Ler mentes é um dom especial, ver através de paredes também, mas desenhar não.
Claro que algumas pessoas têm mais facilidade para desenhar do que outras, mas isso não é uma particularidade do desenho. Algumas pessoas têm facilidade em resolver contas, outras tem em desenhar.
Dito isso, vamos ver como aprender a desenhar.
Percepção e observação

Betty Edwards é autora de um livro chamado Desenhando com o lado direito do cérebro. Segundo a autora, desenhar não é uma questão de coordenação, como muitas pessoas acham, mas sim de percepção de formas. Segundo Edwards, uma pessoa com coordenação motora suficiente para escrever o próprio nome é completamente capaz de desenhar com qualidade.
Para desenhar bem, primeiro precisamos aprender a enxergar. Quando estamos começando a desenhar, temos o hábito de desenhar o que sabemos sobre a forma, e não o que estamos vendo de fato. Por exemplo, se você for desenhar uma mesa você sabe que vai desenhar um móvel que possui uma base grande e quatro pernas (modelo mais comum). E assim, a maioria dos iniciantes desenha a parte superior da mesa muito maior do que ela realmente é, porque no lugar de desenhar o que está enxergando, desenha a imagem gravada na memória do que é uma mesa.
Sendo assim, o primeiro passo para aprender a desenhar é esquecer tudo aquilo que você sabe sobre a forma e desenhar apenas o que você está enxergando. Parece fácil, mas geralmente não é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário