quarta-feira, 23 de novembro de 2011

° Gustav Klimt - O Artista Camaleão

Gustav Klimt
(1862-1918)
Gustav Klimt é um artista camaleão. Absorve as influências do mundo que o cerca e transforma-as em textura, luz e cor.
Na virada do século, Viena estava dividida entre a modernidade e a tragédia, tornando-se um núcleo de diversidade cultural. Considerada um solo neutro, era palco de experimentos alternativos na arte.
É nesse contexto que Klimt mistura as tendências antigas e modernas, tornando-se um artista de transição. Ele explora o corpo feminino, criando um tipo de mulher fatal, com erotismo mórbido e belo, carregado de simbologia. Em sua obra, notamos traços e estéticas gregas, egípcias e cristãs. Usa materiais como o ouro e a prata, misturados à tinta, para obter soluções mágicas. Alguns de seus quadros se assemelham a mosaicos bizantinos. A arte de Klimt prenuncia o estilo gráfico, óptico e até virtual ao brincar com as sensações visuais entrecortadas.
Acima de tudo, faz do homem e da mulher símbolos de amor e beleza.
Klimt é uma homenagem ao encontro, ao beijo e à alma.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário